quarta-feira, 10 de agosto de 2016

CAMISA DA BARRAGEM RECEBE SEU PRIMEIRO PATROCÍNIO

A Barragem Futebol Clube, sempre teve um diferencial dentre outras equipes do nosso município e região, que era a não exposição de patrocínio em seus uniformes, principalmente de políticos ou pretensos candidatos.
Mais diante da crise e com a anuência da direção do clube, ficou determinado a exposição de patrocinadores, com exceção a propaganda política, nos uniformes do time das águas. 
Para inaugurar essa nova fase, nada mais justo do que a Almeida Contabilidade, para ser a primeira empresa a expor sua logomarca na nossa camisa, pois sempre quando solicitado, o Contador Mário Almeida sempre esteve solícito às nossas demandas.
Em nome do Barragem Futebol Clube, o nosso Presidente, Zé Reinaldo, vem agradecer em público o uniforme doado pela Almeida Contabilidade.


terça-feira, 9 de agosto de 2016

BARRAGEM SE CLASSIFICA EM COMPETIÇÃO NA GITIRANA

Neste domingo (07/09), a Barragem Futebol Clube subiu a serra para a disputa de mais uma competição. Dessa vez o local a ser visitado foi a Gitirana, na Bahia.
Por ser competições de tiro curto, eliminatória (quem perde está eliminado), nem sempre os melhores sobrevivem e as disputas de pênaltis é uma constante. Nesse caso tínhamos pela frente uma equipe qualificada e perigosa, o João Grande, time de muita tradição e história.
     No primeiro jogo da tarde, os aspirantes buscaram a todo custo vencer o adversário e o rei sol, que minava aos poucos as forças dos nossos atletas, era outro complicador. Até que o time das águas encontrou o caminho do gol por duas vezes, mas a arbitragem só enxergou legalidade em um dos gols, marcado por Anizio, e não demorou muito para o time baiano buscar o empate e levar a decisão para as penalidades. E nessa disputa, onde o emocional conta muito, a Barragem ficou com a classificação na última cobrança, mas foi desperdiçada e nos arremates alternados o João Grande conseguiu a vitoria e a passagem para próxima fase.
Já no jogo de fundo, a equipe principal mandou nas ações do jogo e só não conseguiu um resultado elástico por conta da ótima atuação do goleiro Joe, do João Grande, que fez belas defesas, impedindo que Vaguinho, Françual, Everson, Mendes e Alex, inaugurasse o placar. Mas o time baiano também incomodou, principalmente nos contra ataques, explorando os rápidos atacantes, que quando acertava o gol, encontrava o sempre atento e seguro arqueiro Ralf. 
     Sem ninguém conseguir mexer no placar, a decisão foi para os penais e dessa vez o time principal da Barragem se sobressaiu e garantiu sua participação na próxima fase da competição.
     Agora é focar na próxima batalha, que será no próximo domingo (14/09), na localidade Amargosa II, onde o time de aspirante e principal estarão disputando um torneio organizado pelo desportista Gildazio.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

BARRAGEM É CAMPEÃ DO TORNEIO DE INVERNO

Neste domingo (03/07/2016), a localidade Barragem estava em festa, mas era um festejo diferente, beneficente. A causa foi mais do que justa, pois tratava-se de um evento para angariar fundos para tratamento da saúde de Iremar, atleta do time da Barragem Futebol Clube, que precisa fazer uma cirurgia. Além do Torneio de Futebol, um bingo foi realizado no bar de Zé Reinaldo.
     Com a bola rolando, no Estádio Miudão, oito equipes (Barragem I e II, Sorocaba, Borrocões, Rio Real, Sindicato Rural, Tabua e Conjubarça), partiram para uma batalha que só teria um vencedor. Os confrontos foram os seguintes:

Primeira Fase
Barragem I 2 x 0 Borrocões (gols de Roberto e Françual)
Time do Sindicato 0 x 0 Conjubarça (Pênaltis: Sindicato 2 x 1)
Tabua 0 x 0 Sorocaba (Pênaltis: Sorocaba 1 x 0)
Barragem II 1 x 0 Rio Real (gol de Vaguinho)
Semifinal
Sindicato Rural 0 x 1 Barragem I (gol de Suel)
Barragem II 0 x 1 Sorocaba
Final
Barragem I 1 x 0 Sorocaba (gol de Françual)

     Com o triunfo sobre o time da Sorocaba a equipe da Barragem Futebol Clube sagrou-se campeã, com o time principal, do Torneio Beneficente de Inverno. 
     Queremos agradecer todos os envolvidos por essa causa nobre, árbitros (que não cobraram nada para arbitrar), os times, os músicos e cantores (também 0800), os patrocinadores e todas as pessoas que compareceram na localidade Barragem para contribuir de alguma forma para o tratamento de saúde do nosso amigo Iremar!!
Barragem II

Trio de Arbitragem

Sorocaba

Barragem I

Borrocões

Conjubarça

Trio de Arbitragem

Sindicato Rural


sábado, 25 de junho de 2016

MORRE DIMAS RABELO, EX-PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DA BARRAGEM

Faleceu nesta manhã de sábado, nosso amigo Dimas Rabelo. Um ser humano incrível, querido por todos e que sempre esteve envolvido com as lutas de classe. 
Na Localidade Barragem, onde tinha suas raízes, foi presidente da Associação Nossa Senhora Aparecida, além de estar conectado com as coisas do campo, da natureza e dos problemas que o incomodavam, como o lago da barragem.
    Quer seja como Professor ou Vereador, sempre procurou colocar em prática seu senso de justiça, de caráter e ética, qualidades inerentes ao seu existir e tão carentes nos dias de hoje.
     A Barragem Futebol Clube, em nome de sua diretoria e atletas, deseja que Deus na sua infinita grandeza dê o descanso eterno ao nosso amigo Dimas e consolai os corações de seus familiares.

A morte leva o ser, mas a palavra o imortaliza. O corpo se vai, mas nossas pegadas ficam. (Rubens Alves)


sexta-feira, 3 de junho de 2016

A INTERFERÊNCIA DA GLOBO NO BRASILEIRÃO 2016

Globo é responsável por 79% das alterações na tabela do Brasileiro
A Globo é a principal responsável pelas mudanças na tabela do Brasileiro-2016 feitas pela CBF. Levantamento do blog mostra que a confederação já fez 22 alterações em jogos a pedido da emissora, isto é, 79% delas. No total, foram 28 modificações no cronograma de partidas em apenas nove rodadas.
O técnico do Corinthians, Tite, questionou durante essa semana a autonomia da CBF em relação à Globo na elaboração da tabela ao criticar uma alteração de jogo de seu time. Depois, a confederação fez nova mudança que recuou da inicial.
A Globo nega que exista obrigação contratual da CBF de atender seus pedidos. “O que existe é uma negociação. A definição da tabela é feita em conjunto pela CBF e os detentores do direito, no caso TV Globo, SporTV e Premiere'', afirmou o diretor da Globo Esporte, Pedro Garcia, por meio da assessoria. “Infelizmente tivemos que fazer alguns ajustes logo após a divulgação da tabela, mas esse foi um caso de exceção'', completou.
     A tabela original já é feita com participação da Globo, que a emissora ressalta ser o padrão mundial seguido na Premier League e NFL. Os horário e dias até a 10a rodada foram definidos desta forma, e os outros ficam em aberto a critério da emissora. Ainda assim, a Globo exigiu as 22 alterações para adaptações à grade do Premiere, do Sportv ou da TV Aberta. Essa é a explicação que consta na tabela.
      Segundo Pedro Garcia, os pedidos de mudança levam em consideração, além do interesse da emissora, também fatores “como a legislação que define o prazo entre os jogos do mesmo clube, o rodízio dos clubes pelas datas e horários, questões ligadas à praça da realização dos jogos, relevância da partida e principalmente o equilíbrio entre o interesse de quem vai ao estádio e o da grande quantidade de torcedores que assiste pela TV.''
      Mas a maioria das mudanças é a pedido da emissora, e mesmo outras alterações só podem ser feitas com a autorização Globo. É o caso do horário do jogo do Corinthians com a Ponte que foi para 11 horas, e teve o ok global.
Há partidas como São Paulo e Cruzeiro, deste final de semana, que tiveram duas alterações de horários. Primeiro, a partida seria 18h30 deste sábado e passou para 20h30. Depois, foi para domingo às 18h30. Tudo a pedido do Sportv.
       Outras mudanças são para ajustes na tabela por jogos da Copa do Brasil, ou a pedido dos clubes. Há ainda nove itens que constam como alterações, mas, na verdade, são definições de locais de partidas que não tinham sede certa.
As mudanças na tabela interferem na programação dos times que já é apertada. Um levantamento do blog sobre o cronograma de partidas mostrara que a CBF dera intervalores menores do que 72 vezes, considerado o ideal, em diversas ocasiões.
      “Podemos garantir que existe um cuidado enorme para tentar agradar a maior parte das torcidas e seus respectivos clubes. É um grande quebra-cabeça que a CBF coordena da melhor maneira possível, dentro do princípio da negociação'', contou Pedro Garcia. Questionada, a confederação não respondeu às perguntas do blog sobre o tema.

Fonte: uol.esporte.com.br